CONHECA O QUE É UMA CHAVE FIM DE CURSO

CONHECA O QUE É UMA CHAVE FIM DE CURSO
CONHEÇA O QUE É UMA CHAVE FIM DE CURSO OU MICROSWITCH

O Que é o Núcleo de um Transformador?

A invenção do transformador de potência veio em 1831 por Michael Faraday, e só no fim do século dezenove, tornou possível o desenvolvimento do moderno sistema de alimentação em corrente alternada, com subestações de potência freqüentemente localizadas a muitos quilômetros dos centros de consumo (carga). Antes disto, nos primórdios do suprimento de eletricidade pública, estes eram sistemas de corrente contínua, com a fonte de geração, por necessidade, localizados próximo do local de consumo.


Transformador de Potência.

Indústrias pioneiras no fornecimento de eletricidade foram rápidas em reconhecer os benefícios de uma ferramenta a qual poderia dispor alta corrente, normalmente obtida a baixa tensão de saída de um gerador elétrico, e transformá-lo para um determinado nível de tensão possível de transmiti-la em condutores de dimensões práticos a consumidores que, naquele tempo, poderiam estar afastados a um quilômetro ou mais e poderiam fazer isto com uma eficiência e que, para os padrões da época, era nada menos que fenomenal.

Atualmente, sistemas de transmissão e distribuição de energia são, é claro, vastamente mais extensos e totalmente dependentes de transformadores os quais, por si só, são muito mais eficientes que aqueles de um século atrás; dos enormes transformadores elevadores, transformando, por exemplo, 23,5KV (19 KA) em 400KV, assim reduzindo a corrente a valores práticos de transmissão de 1.2KA, ou então, aos milhares de pequenos transformadores de distribuição, as quais operam quase continuamente, dia-a-dia, com menor ou maior grau de importância, provendo suprimento para consumidores industriais ou domésticos.




Afinal o que é o núcleo de um transformador ?

O núcleo do transformador é responsável por transferir a corrente induzida no enrolamento primário para o enrolamento secundário.
O núcleo é constituído por um material ferromagnético, que contém em sua composição o silício, que lhe proporciona características excelentes de magnetização e perdas. Porém, este material é condutor e estando sob a ação de um fluxo magnético alternado, dá condições de surgimento de correntes parasitas. Para minimizar este problema, o núcleo, ao invés de ser uma estrutura maciça, é construído pelo empilhamento de chapas finas, isoladas com Carlite.




Presta-se especial atenção para que as peças metálicas da prensagem sejam isoladas do núcleo e entre si para evitar as correntes parasitas, que aumentariam sensivelmente as perdas em vazio. Estas chapas de aço durante a sua fabricação na usina, recebem um tratamento especial com a finalidade de orientar seus grãos. É este processo que torna o material adequado à utilização em transformadores, devido a diminuição de perdas específicas.
É também com a finalidade de diminuir as perdas, que nestas chapas são feitos cortes a 45º nas junções entre as culatras e os pilares

Corte a 45º para diminuir as perdas do transformador em vazio.

Os tipos de chapas de aço silício mais utilizadas são: M4 da Acesita; M0H e equivalentes; 023ZDKH-90 e equivalentes.
O núcleo juntamente com os enrolamentos, são os componentes que constitui a parte ativa de um transformador.



2 comentários:

  1. Boa tarde,
    O meu nome é Carlos Afonso Braamcamp Sobral, e sou o responsável do Projeto Selectra em Portugal. Selectra é uma empresa espanhola e agora queremos começar no mercado energético português.
    Gostava de falar comsigo para poder partilhar o nosso link (WWW.lojaluz.com). Posso fazer um artigo de algum assunto de interesse para o blog e assim partilhar o link, ou como você me diga.
    Espero possa ajudarnos a ter mais visitas e melhorar as condições dos clientes deste mercado.
    Obrigado pela sua atenção. Com os maiores cumprimentos,
    Carlos Sobral

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...