FUGA DE CORRENTE DANIFICA ROLAMENTOS DO MOTOR

FUGA DE CORRENTE DANIFICA ROLAMENTOS DO MOTOR
CONFIRA , VÍDEO AULA SOBRE SENSOR MAGNÉTICO .

ATERRAMENTO ELÉTRICO

PARA QUE SERVE O
ATERRAMENTO ELÉTRICO ?






O Aterramento elétrico tem três funções
principais :


a – Proteger o usuário do equipamento
das descargas atmosféricas,
através da viabilização de um caminho
alternativo para a terra, de descargas
atmosféricas.


b – “ Descarregar” cargas estáticas
acumuladas nas carcaças das máquinas
ou equipamentos para a terra.


c – Facilitar o funcionamento dos
dispositivos de proteção ( fusíveis,
disjuntores, etc. ), através da corrente
desviada para a terra.

DEFINIÇÕES : TERRA,
NEUTRO, E MASSA.


Na figura 1 temos um exemplo da
ligação de um PC à rede elétrica, que
possui duas fases (+110 VCA, - 110
VCA), e um neutro.

Essa alimentação é fornecida pela
concessionária de energia elétrica,
que somente liga a caixa de entrada
ao poste externo se houver uma haste
de aterramento padrão dentro do
ambiente do usuário. Além disso, a
concessionária também exige dois
disjuntores de proteção.

Teoricamente, o terminal neutro da
concessionária deve ter potencial igual
a zero volt. Porém, devido ao desbalanceamento
nas fases do transformador
de distribuição, é comum esse
terminal tender a assumir potenciais
diferentes de zero.

O desbalanceamento de fases
ocorre quando temos consumidores
com necessidades de potências muito
distintas, ligadas em um mesmo link.
Por exemplo, um transformador alimenta,
em um setor seu, uma residência
comum, e no outro setor, um pequeno
supermercado. Essa diferença
de demanda, em um mesmo link, pode
fazer com que o neutro varie seu potencial
(flutue) .

Para evitar que esse potencial “flutue”,
ligamos (logo na entrada) o fio
neutro a uma haste de terra. Sendo
assim, qualquer potencial que tender
a aparecer será escoado para a terra.
Ainda analisando a figura 1 , vemos
que o PC está ligado em 110
VCA, pois utiliza uma fase e o neutro.


Mas, ao mesmo tempo, ligamos sua
carcaça através de outro condutor na
mesma haste, e damos o nome desse
condutor de “terra”.


Pergunta “fatídica”: Se o neutro
e o terra estão conectados ao mesmo
ponto (haste de aterramento), porque
um é chamado de terra e o outro de
neutro?
Aqui vai a primeira definição : o
neutro é um “condutor” fornecido pela
concessionária de energia elétrica,
pelo qual há o “retorno” da corrente
elétrica.
O terra é um condutor construído
através de uma haste metálica e que ,
em situações normais, não deve possuir
corrente elétrica circulante.
                  observe que á duas barras uma azul e outra verde.
observe a separação entre as barras de neutro ( azul ) e  terra  (verde )  feita por um isolador.

Resumindo: A grande diferença


entre terra e neutro é que, pelo neutro
há corrente circulando, e pelo terra,
não. Quando houver alguma corrente
circulando pelo terra, normalmente ela
deverá ser transitória, isto é, desviar
uma descarga atmosférica para a terra,
por exemplo. O fio terra, por norma,
vem identificado pelas letras PE,
e deve ser de cor verde e amarela.
Notem ainda que ele está ligado à
carcaça do PC. A carcaça do PC, ou
de qualquer outro equipamento é o
que chamamos de “massa”.


        
PARA MAIORES DETALHES,FAÇA O DOWNLOAD A BAIXO DA APOSTILA ATERRAMENTO ELÉTRICO.





39 comentários:

  1. bom dia

    muito bom saber tudo isso, vcs estao de parabens com todo o ensinamento1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito boa ilustração sobre aterramento e gostaria de contribuir relatando o que muitos esquecem. Se por acaso ocorrer fuga nos capacitores de desacoplamento nos filtros de linha a carcaça ficará dando choque, as vezes nem percebemos, mas se tiver o aterramento ligado a carcaça do equipamento isto não ocorre.Mais um exemplo é quando temos dois ou mais PCs em uma residência e conectamos os mesmos em rede. Se houver diferença de potencial entre os PCs por não estarem aterrados pode até provocar a queima do roteador ou placa de rede, o que certamente não ocorreria se todos estivessem conectados ao aterramento.

      Excluir
  2. valeu quermais pela sua atenção e ficamos felizes em saber que nosso conhecimento está sendo compartilhado e de grande proveito.....

    ResponderExcluir
  3. Bem explicativo, parabéns.

    ResponderExcluir
  4. Mas não se pode utilizar o condutor neutro como aterramento de equipamentos, pois o mesmo possui corrente circulante. Muitas pessoas utilizam o neutro para aterramento de chuveiro elétrico, o que é errado. Concorda ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certíssimo!!! Meu professor insiste falandfo o seguinte:"NOMES DIFERENTES, COISAS DIFERENTES"...

      Excluir
    2. Mas o terra foi ligado no conector do neutro, isso quer dizer que se eu medir fase + Terra ira indicar 110v? não entendo!

      Excluir
  5. esse sistema é normalizado sim e está dentro daas normas da nr-5410

    o aterramento pode ser utilizado no neutro quando ele é do tipo tn-c. Esquema em que os condutores de proteção elétrica (terra) e neutro encontram-se conectados em um mesmo ponto na alimentação do circuito e distribuídos por um único condutor, combinando as funções de neutro e terra por toda a instalação.

    ResponderExcluir
  6. bem se todo terra vai da no aterramento e se o neutro estar conectado junto con o terra la no meditor isso quer dizedsr que meu neutro estar aterrado ok

    ResponderExcluir
  7. E ai Tandler td bem?
    gostaria de saber quais os tipos de para raios existente....
    se vc me ajudar fico grato...
    abraços cara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hoje mais comumente usados são 2.
      o tipo Franklin,O equipamento funciona de acordo com um princípio físico conhecido como “o poder das pontas”, segundo o qual as pontas metálicas finas do para-raios atraem os raios para si, já que nelas se concentram mais cargas elétricas. A descarga elétrica é então conduzida pelo cabo de ligação até o solo, onde um cabo aterrado dissipa a energia capturada.

      o outro é gaiola de Faraday. O edifício é envolvido por uma armadura metálica, daí o nome gaiola. No telhado, é instalada uma malha de fios metálicos com hastes de cerca de 50cm. Elas são as receptoras das descargas elétricas e devem ser conectadas a cada oito metros.

      Excluir
    2. participe de nosso forum e se escrevendoi e tirando duvidas...e não deixe de nos ajudar votando no top30 do brasil... links no topo do site

      Excluir
  8. oi Tandler td bem?
    gostaria q vc me explicasse os sistemas de aterramentos, TN,TT e IT.
    Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segundo a norma brasileira NBR 5410, que trata de instalações elétricas de baixa tensão, existem os seguintes esquemas de aterramento:

      TN-S - Esquema em que os condutores de proteção elétrica (terra) e neutro encontram-se conectados em um mesmo ponto na alimentação do circuito, porém distribuídos de forma independente por toda a instalação.
      TN-C-S - Esquema em que os condutores de proteção elétrica (terra) e neutro encontram-se conectados em um mesmo ponto na alimentação do circuito e distribuídos em parte da instalação por um único condutor (que combina as funções de neutro e terra) e em outra parte desta mesma instalação através de dois condutores distintos.
      TN-C - Esquema em que os condutores de proteção elétrica (terra) e neutro encontram-se conectados em um mesmo ponto na alimentação do circuito e distribuídos por um único condutor, combinando as funções de neutro e terra por toda a instalação.
      TT - Esquema em que o condutor neutro é aterrado em um eletrodo distinto do eletrodo destinado ao condutor de proteção elétrica. Desta forma as massas do sistema elétrico estão aterradas em um eletrodo de aterramento eletricamente distinto do eletrodo de aterramento da alimentação.
      IT - Esquema em que as partes vivas são isoladas da terra ou o ponto de alimentação é aterrado através de uma impedância. As massas são aterradas ou em eletrodos distintos para cada uma delas, ou em um eletrodo comum para todas elas ou ainda partilhar do mesmo eletrodo de aterramento da alimentação, porém não passando pela impedância.
      ba

      Excluir
  9. Bom dia Tandler, gostaria de saber se posso usar o aterramento do padrão de entrada para as tomadas internas de minha residência e para o chuveiro?

    Se possível, me dê uma referência da norma que trate do assunto, pois ainda não achei.
    Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
  10. A ALGUMA DIFERENCÇA DE ATERRAMENTO PARA 127-220-380 ETC...???

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde,

    Na minha cidade a Concessionária é CPFL Piratininga, o neutro é aterrado na entrada, em prédio que esta distante da divisa do terreno, mais de 20 metros, podemos levar o sistema de aterramento TNC-S, ou seja levar PEN até os quadros de luz e tirar o cabo PE, à partir das caixas de equipotencialização de cada pavimento? A barra do neutro já esta aterrado na entrada, precisa aterrar no quadro de distribuição de cada apartamento?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. salvo lembrar que aterramento de energia eletrica nao serve como descrga para eletronica .sao aterramentos diferentes , por isto sempre separamos eletrica de eletronica .

      Excluir
  12. tandler posso aterrar as partes metalicas de uma maquina qualquer, mesmo a mesma sendo alimentada por um gerador elétrico?
    agradecido......

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o aterramento nao tem nada com a energia gerada ,, terra é terra .

      Excluir
    2. use o sistema TT terra confiavel menor que 10 ohmos .

      Excluir
  13. oi gostaria de saber se o terra , pode ser usado como neutro em uma ligação 110 V.e se tem algum risco nisso .

    ResponderExcluir
  14. Neutro é neutro terra é terra. Não se pode unir os dois, é mesmo que cagar e não se limpar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. os dois estao no mesmo potencias ,, porem o sistemo TT faz a diferença entre terra e neutro

      Excluir
  15. No momento em que eu ligo um condutor neutro em um aterramento, o mesmo deixa de ser aterramento e passa a ser neutro.

    ResponderExcluir
  16. Existe o terra do padrao, e vcs acham que poderia ter um terra para cada comodo da casa? e se eles podem ser ou nao jumpeados no terra que vem do padrão?

    ResponderExcluir
  17. Existe o terra do padrao, e vcs acham que poderia ter um terra para cada comodo da casa? e se eles podem ser ou nao jumpeados no terra que vem do padrão?

    ResponderExcluir
  18. Existe o terra do padrao, e vcs acham que poderia ter um terra para cada comodo da casa? e se eles podem ser ou nao jumpeados no terra que vem do padrão?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ponha um disjuntor DR ,,, e lebre que aquele terra do padrao nao tem qualidade para proteger nada .

      Excluir
  19. Apenas uma correção: o neutro não é retorno de corrente, apenas quando há desequilíbrio na rede, fora isto a corrente que circula pela fase não retorna pelo neuro.

    ResponderExcluir
  20. Porque quando conecto o neutro no terra o neutro fica com uma corrente variando entre 5 e 12A mesmo com a máquina desligada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. neutro tem potencial eletrico por todo o quadro eletrico

      Excluir
  21. onde encontro a apostila para baixar?

    ResponderExcluir
  22. O aterramento do neutro na entrada é antes ou depois do relógio. na minha casa não tem.

    ResponderExcluir
  23. moro em porto alegre e a tensao em minha casa é 220(fase fase) o neutro nao entra na residencia ou seja nao foi ligado nem mesmo no poste de mediçao somente as duas fases, tenho uma geladeira motor 110 volts posso instalar uma tomada com uma fase e um cabo vindo de uma haste (terra) para formar 110 nao irei queimar este motor?

    ResponderExcluir
  24. Gostei de todas explicaçoes. Mas, gostaria de saber; como, calculo, o disj. certo para: cchuveiros(tem varias voltagens). Tem algum calculo?

    ResponderExcluir
  25. Se eu fizer o esquema de aterramento TN-C como farei para ligar as tomadas de três pontos se vou ter apenas dois condutores?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...